Você corta todas as gorduras da dieta ? ERRADO!

01-04-2012 12:37

Junto com o açúcar, as gorduras são os nutrientes mais odiados por todos que seguem uma dieta, seja ela para ganho de massa muscular ou perda de gordura.

Ciência

De todas as gorduras que existe, o único tipo que você precisa evitar a todo custo são as gorduras trans. Esta gordura é feita pelo homem e além de ser péssima para a saúde, ela ainda atrapalha na absorção de ácidos graxos essenciais, aumenta a quebra de tecido muscular(perda de massa) e tem várias ligações com doenças como câncer e diabetes.

Já as gorduras saturadas que também tem uma imagem tão ruim como as gorduras trans, talvez não sejam tão ruins assim para você. Algumas pesquisas sugerem que uma dieta com até 10% de gorduras saturadas(encontradas na carne vermelha, por exemplo) pode promover os níveis de testosterona no corpo e, por outro lado, dietas com baixo consumo de gorduras apresentam baixos níveis de testosterona. Você pode ingerir cerca de 30% do total de calorias diárias em forma de gordura.

Destes 30% uma boa porção deverá ser de gorduras monoinsaturadas(óleo de oliva, nozes) e gorduras omega-3 (salmão, atum). Estas gorduras não são prontamente armazenadas como gordura corporal, são facilmente queimadas como combustível para os exercícios, podem promover a produção natural de hormônios e consequentemente estimular a queima de gordura, ironicamente gerando o efeito contrário ao que as pessoas pensam, que é o ganho de peso.

Conclusão

Evite gordura trans a todo custo. Sinta-se livre para consumir cerca de 30% das calorias da sua dieta em gorduras, com 10% sendo de gorduras saturadas, 10% monoinsaturadas e 10% de omega-3.

 

FONTE: http://bigmonstro.big-forum.net/t700-voce-corta-todas-as-gorduras-da-dieta-errado

Voltar

Procurar no site

© 2010 Todos os direitos reservados para BIGMONSTRO

Aviso Legal: Recusamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações disponibilizadas através do site BIGmonstro, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação sobre temas da musculação, e cujos artigos expressam somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico nutricional ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um profissional devidamente credenciado em seu conselho regional. As informações fornecidas não são individualizadas. Portanto, um profissional deve ser consultado antes de se iniciar uma atividade física.